sexta-feira, 2 de janeiro de 2009

Desenho ANIMAdo = esquizofrenia moral

Tirei essa da ANDA - Agência de Notícias de Direitos Animais:

Animações com animais são uma raiz da esquizofrenia moral
Maurício Kanno

É comum a idéia de que quadrinhos e animações só servem para entreter o público infantil, e por isso são frequentemente ignorados. No entanto, exatamente por este seu grande público cativo, em formação de consciência, é importante verificar que imaginário e idéias estão sendo transmitidos por essas linguagens, que mesclam artes plásticas, literatura e cinema.
Estes são os meios com a maior população de personagens animais em suas histórias. Visite uma locadora e dê uma olhada nos títulos de animação disponíveis para crianças e confirmará isso. Basta se lembrar de Mickey, Madagascar, Procurando Nemo, e outras produções dos grandes estúdios Disney, DreamWorks, Pixar e Aardman.
Como são estas histórias? Normalmente povoadas por animais falantes, engraçadinhos e felizes. É claro, há sempre dificuldades e desafios aos personagens para que a história tenha graça, mas elas precisam ter final feliz. Assim, acaba sendo esta a imagem que se passa às crianças: os animais são felizes, ou pelo menos terão sempre um final feliz. Para que as crianças também possam sorrir e ter uma bela infância.
No entanto, uma incoerência extrema acontece, especialmente nos casos de animais intensamente explorados pelo ser humano.
Imagine uma criança que assiste ao intrépido Galinho Chicken Little, identificando-se com o personagem principal e torcendo por ele, para que vença seus desafios e termine feliz, como de praxe nas histórias.
É claro que a criança não pode e não deve se dar conta de que o mesmo "franguinho" por cuja felicidade torce tanto é o mesmo que ela come na hora do jantar com papai, mamãe e os irmãozinhos.
E por falar em frangos, há outros famosos no mundo dos comerciais, no supermercado e nos restaurantes, onde se podem ver os extrovertidos e joviais garotos-propaganda da Sadia – como já indicou a presidente da Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB) Marly Winckler, no vídeo a Carne é Fraca – e o da Rede Frango Assado. Sempre de sorrisos enormes e amáveis. Parece que dizem: "venham me comer, isso é tão bacana!"
Aí está uma das raízes ou pelo menos uma boa ilustração da "esquizofrenia moral" contemporânea, como nomeia o professor de Direito nos EUA Gary Francione: Apesar de nós dizermos que cuidamos bem e somos amigos dos animais – e as histórias animadas nos deixam desde pequenos aliviados com esta impressão – a realidade do que o mundo humano faz de fato com eles é bem diferente. Literalmente, massacrante.
Fonte: vídeo A Carne é Fraca
[Imagem do documentário em vídeo A Carne é Fraca]

Link.

Acesse:
http://anda.imprensa.ws/imagens/logo.gif

Veja também:
Programa infantil ensina usar pessoas como objetos

Nenhum comentário:

Mais campanhas ou recomendações: