sexta-feira, 27 de março de 2009

Não atirei o pau no gato-to!

A concepção artística foi feita por Brisa, da SVB - grupo Anna Kingsford, de Brasília. Via vista-se.com.br

http://img262.imageshack.us/img262/6885/cantargde.jpg

Agora ainda temos trocentas canções infantis ou folclóricas pra consertar (com S e não com C):

  • "O cravo brigou com a rosa" (e a despedaçou - agressão à mulher)
  • "Boi da cara preta, pega esse menino que tem medo de careta" / "Nana neném que a cuca vai pegar" (incitação de medo às crianças)
  • "Eu sou pobre/rico de marré marré marré" (caçoar da desigualdade social)
  • "Samba lelê precisava é de umas boas palmadas" (agressão é altamente pedagógica!)

E por aí vai.

Porque não atirar o pau no gato também é vegetarianismo!

Um comentário:

Anônimo disse...

curti e achei engraçado ao mesmo tempo

Mais campanhas ou recomendações: